Cursos de Teologia, Capelania, Psicanálise Clínica, Psicologia Pastoral, Formação Pastoral, Coordenação de encontro de casais, Básico em Teologia, Médio em Teologia, Bacharel em Teologia.
Quarta-feira, 11 de Abril de 2012

GENTE, ACHEI ESSE ARTIGO NO YAHOO NEWS.... GOSTEI!!! TO REPASSANDO PARA VOCÊS.... BJSSSS.... ♥

Sex, 28 Jan, 09h04
RIO - O casamento faz bem para a saúde física e mental de homens e mulheres, mostra um estudo publicado na edição de fevereiro da publicação 'British Medical Journal'. A edição especial de Valentine's Day, o Dia dos Namorados do Hemisfério Norte, que acontece dia 14 de fevereiro, traz diversos estudos que mostram que casar - e não apenas morar junto - traz melhoras significativas para a vida do casal.

Na pesquisa mais significativa, os pesquisadores John e David Gallacher, da Escola de Medicina da Universidade de Cardiff, na Grã-Bretanha, descobriram que pessoas casadas vivem mais e têm uma saúde melhor do que os solteiros ou divorciados.

- Tradicionalmente, já existe a ideia de que o casamento faz bem à saúde. Mas como antigamente praticamente todos os adultos eram casados, ficava difícil comprovar a tese cientificamente. Com o aumento de solteiros nos últimos 30 anos, foi possível fazer estas avaliações. O grupo com a maior longevidade, sem dúvida, é o dos casados - afirma Gallacher.

O estudo avaliou a saúde de mais de um milhão de pessoas em sete países europeus. Os casados, segundo os pesquisadores, vivem cerca de 10% a 15% a mais do que aquelas que vivem sozinhas.

A principal hipótese para explicar esta longevidade seria a de que indivíduos bem ajustados gravitam para o casamento, sugerindo que não é o casamento que aumenta a saúde, mas que os indivíduos que escolhem casar já têm uma saúde melhor antes do matrimônio.

Outra teoria é a de que o casamento melhora a qualidade de vida e a convivência em grupo, já que os parceiros passam a ter mais compromissos em família e, por consequência, um maior apoio psicológico. O fortalecimento dos laços afetivos é especialmente benéfico para os homens, que passam a beber menos e evitam comportamentos de risco.

Mas nem todo relacionamento é bom para a saúde, alertam John e David Gallacher. Adolescentes envolvidos em namoros longos costumam ter mais sintomas depressivos do que seus amigos solteiros, enquanto os homens que se casam antes dos 25 anos não parecem se beneficiar tanto do matrimônio. Já as mulheres se beneficiam mais do casamento se ele acontecer entre os 19 e os 25 anos.

Para os autores da pesquisa, morar junto não é tão bom para a saúde quanto casar. Segundo Gallacher, o estresse da coabitação pode aumentar o risco de diversos problemas de saúde e ainda multiplica as chances do casal se separar após o casamento.

E, embora as crianças possam trazer uma satisfação a longo prazo para o casal, elas costumam trazer desequilíbrio para o relacionamento, principalmente se os parceiros não tiverem maturidade emocional. Os pesquisadores também descobriram que mulheres que trocam de parceiros com frequência ou emendam um relacionamento no outro costumam ter mais distúrbios psicológicos, como os transtornos ansiosos e a depressão.

FONTE: Casar faz bem para saúde!

E AÍ, GALERA, VOCÊS CONCORDAM? EU CONCORDO... REALMENTE PARA AS MULHERES É MELHOR CASAR MAIS CEDO, ATÉ UNS 28 ACHO QUE ESTÁ BOM, PASSOU DISSO O NOSSO CORAÇÃO E, PRINCIPALMENTE, NOSSO CORPO JÁ DÃO O SINAL DE ALERTA!!! PARA O HOMEM SERIA INTERESSANTE QUE ELES, TAMBÉM, CASASSEM CEDO... MAS SABEMOS QUE O PROBLEMA DO HOMEM ESTÁ NA MATURIDADE QUE ELE NÃO TEM QUANDO JOVEM... PARECE UMA MALDIÇÃO... AFFF.... MAS É A REALIDADE DA GRANDE MAIORIA DESSES POBRES COITADOS!!!

GRAVIDEZ INDESEJADA
ADOLESCENTE... ESSA PARTE DA POPULAÇÃO É QUE NÃO DEVIA NAMORAR MESMO!!! ADOLESCENTE É UM POVO QUE PENSA QUE É ADULTO, PENSA QUE SABE DE TUDO, PENSA QUE TEM MATURIDADE... MAS A VERDADE É QUE SÃO OUTROS POBRES COITADOS... HA HA HA HA... A GRANDE MAIORIA DESSA RAÇA QUANDO NAMORA QUER FAZER TUDO O QUE TEM DIREITO... POUPE-ME, NÉ, GENTE!!! ADOLESCENTE ESTÁ NA FASE DE ESTUDAR PARA SER GENTE!!! É A FASE DE CONHECER AS POSSIBILIDADES FUTURAS, DE PENSAR NA CARREIRA QUE QUER SEGUIR, DE APRENDER NOVOS IDIOMAS PARA VIAJAR... NÃO DE FICAR BRINCANDO DE SER GENTE GRANDE!!!

COMO EU ME ARREPENDO DE NÃO TER APROVEITADO MAIS MINHA ADOLESCÊNCIA... EU PODERIA TER VIRADO GENTE MUITO MAIS CEDO... HA HA HA HA.... É, PESSOAL, É ENGRAÇADO HOJE, QUE JÁ PASSOU, E GRAÇAS A DEUS EU ESTOU AQUI HOJE SEM MAIORES CONSEQUÊNCIAS... MAS TEM GENTE QUE VAI CHEGAR NOS 25 ANOS JÁ COM 5 FILHOS... E 5 FILHOS DE 5 PAIS DIFERENTES!!! E OLHE, QUE FILHO É O MENOR DOS PROBLEMAS... E AS DOENÇAS VENÉREAS?! ELAS ESTÃO AÍ E A GALERA NÃO ESTÁ SE PROTEGENDO!!!

ABORTO? DIGA NÃO!!!!
ABORTO?! É SÓ O QUE ROLA!!!! ENTRE CLASSE ALTA E BAIXA... A DIFERENÇA É QUE A MULHER RICA FAZ O ABORTO EM UMA CLÍNICA PARTICULAR, COM BOAS CONDIÇÕES DE HIGIENE, COM UM MÉDICO DE VERDADE! A MULHER POBRE FAZ O ABORTO COM UM AÇOUGUEIRO OU AÇOUGUEIRA, SEM CONDIÇÕES DE HIGIENE, FAZENDO USO DOS MAIS DIVERSOS E ARCAICOS MEIOS... CORRENDO ATÉ RISCO DE MORTE! O ÍNDICE DE CURETAGENS NOS HOSPITAIS PÚBLICOS É ALTÍSSIMO! DIZER QUE ISSO NÃO EXISTE, E FECHAR OS OLHOS DIANTE DESSA REALIDADE É SER HIPÓCRITA!

SABE O MUNDO DA ALICE? POIS É... POIS NO MUNDO DA SÂMIA AS PESSOAS TERIAM JUÍZO DESDE SEMPRE, APROVEITANDO CADA ETAPA DA VIDA DA MANEIRA MAIS ADEQUADA, GLORIFICANDO A DEUS COM SEUS CORPOS E ESPÍRITOS, MANTENDO-SE CASTO ATÉ O CASAMENTO, E APÓS ISTO MANTENDO-SE FIEL AO SEU CÔNJUGE ATÉ QUE A MORTE OS SEPARE... MAS O MUNDO ENCANTADO DE SÂMIA NÃO EXISTE! ENTÃO SEJAMOS REALISTAS!!!

O CASAMENTO PODE SER UMA BÊNÇÃO, MAS TAMBÉM PODE SER MALDIÇÃO... CABE A CADA UM ESCOLHER O CAMINHO POR ONDE QUER SEGUIR... POIS ESSA É UMA ROTA CHEIA DE SURPRESAS... QUE, DEPENDENDO DE QUEM VAI, PODEM SER BOAS OU RUINS!!!

DESEJO A TODOS UM ABENÇOADO CASAMENTO!!!

BJSSSSSSSS..... ♥
"Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja; Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos. Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois numa carne... Assim também vós, cada um em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie o marido"
Ef 5.28-31,33
publicado por institutogamaliel às 06:56
tags:


VOCÊ ESTÁ SENDO UMA AJUDADORA OU VOCÊ VIVE EM UMA CONSTANTE QUEDA DE BRAÇO COM O SEU MARIDO? QUAL ESTÁ SENDO O SEU PAPEL EM QUANTO ESPOSA?

Olá galera....


Como faz tempo que eu não venho aqui!!! Estava de férias e só agora consegui voltar aqui. Minhas férias foram maravilhosas, mas já voltei a trabalhar e já estou na rotina novamente. Mas, enquanto isso... continuo a buscar a vontade de Deus, e agora mais do que nunca!

Bom, vamos ao título do post. Na verdade, para você realmente desfrutar da bênção que é esse tópico, você terá que assistir ao vídeo que eu postei aqui, que foi retirado do I Congresso de Mulheres Diante do Trono. Olha que eu sou muito cri cri, muito fussy para esse tipo de coisa, não são todos os congressos evangélicos que nós podemos aproveitar, mas essa ministração eu posso lhes afirmar, mulheres, podem assistir tá?!

Achei muito legal a abordagem feita, ela fala de vários tipos de mulheres... um dos tipos que me chamou muito a atenção foi a "mulher rixosa", por tudo ela cria contenda, reclama de tudo, afasta o marido e as pessoas em volta dela. Eu conheço algumas mulheres desse tipo e peço muito a Deus para que eu não seja esse tipo de esposa. Porque é impressionante, homem é muito sem noção por natureza, e mulher é muito reclamona por natureza, daí juntam-se essas duas características e Boom!!! Catástrofe total, se não for a graça e sabedoria de Deus na vida do casal, é muito difícil quando chega nessa fase. Eu achei super interessante quando a Ana fala desse tipo de mulher, que um dia ela abre a boca para dizer: "ninguém me visita", sem ao menos pensar que a culpa é dela mesma, que afasta a todos com seu jeito grosseiro e "contendeira" de ser... ha ha ha ha... nem sei se existe essa palavra! A mulher tem que ser sábia, não estou dizendo que isso seja fácil, não é, tem que vir de Deus, a sabedoria dada por Deus. Essa ministração foi destinada a mulheres cristãs nascidas de novo que tem maridos igualmente cristãos nascidos de novo... contudo, não quer dizer que você (que seja de outra religião, ou você, mulher cristã que não tem marido cristão) não possa aprender mais sobre como ser uma esposa abençoadora no seu lar.

Espero que vocês gostem, mulheres de quaisquer idade ou religião, que o Senhor possa trazer sabedoria ao seu casamento. E para as solteiras (como eu) que o Senhor abençoe e que os ensinamentos vindos do Senhor possam entrar e fazer habitação nos nossos corações e mentes, afim de que venhamos a saber escolher um homem de Deus, que vá ser bênção, e não maldição, nas nossas vidas. E para você, mulher casada, em Cristo, sempre há esperança e tempo para que o Senhor restaure o seu interior, o seu casamento. Eu aprendi com essa ministração que, antes de tentar consertar o outro, nós devemos primeiro procurar o nosso conserto, e nada como deixar o comando das nossas vidas nas mãos do Senhor Deus Todo Poderoso, que tudo pode!



publicado por institutogamaliel às 06:07


Por C. S. Lewis

Para sermos curados, temos de querer ser curados. Todo aquele que pede socorro será atendido; porém, para o homem moderno, até mesmo esse desejo sincero é difícil de ter. E fácil pensar que queremos algo quando na verdade não o queremos. Um cristão famoso, de tempos antigos, disse que, quando era jovem, implorava constantemente pela castidade; anos depois, se deu conta de que, quando seus lábios pronunciavam “ó Senhor, fazei-me casto”, seu cotação acrescentava secretamente as palavras: “Mas, por favor, que não seja agora.” Isso também pode acontecer nas preces em que pedimos outras virtudes; mas há três motivos que tornam especialmente difícil desejar — quanto mais alcançar – a perfeita castidade.

EM PRIMEIRO LUGAR, nossa natureza pervertida, os demônios que nos tentam e a propaganda a favor da luxúria associam-se para nos fazer sentir que os desejos aos quais resistimos são tão “naturais”, “saudáveis” e razoáveis que essa resistência é quase uma perversidade e uma anomalia. Cartaz após cartaz, filme após filme, romance após romance associam a idéia da libertinagem sexual com as idéias de saúde, normalidade, juventude, franqueza e bom humor. Essa associação é uma mentira. Como toda mentira poderosa, é baseada numa verdade – a verdade reconhecida acima de que o sexo (à parte os excessos e as obsessões que cresceram ao seu redor) é em si “normal”, “saudável” etc.

A mentira consiste em sugerir que qualquer ato sexual que você se sinta tentado a desempenhar a qualquer momento seja também saudável e normal. Isso é estapafúrdio sob qualquer ponto de vista concebível, mesmo sem levar em conta o cristianismo. A submissão a todos os nossos desejos obviamente leva à impotência, à doença, à inveja, à mentira, à dissimulação, a tudo, enfim, que é contrário à saúde, ao bom humor e à franqueza. Para qualquer tipo de felicidade, mesmo neste mundo, é necessário comedimento. Logo, a afirmação de que qualquer desejo é saudável e razoável só porque é forte não significa coisa alguma. Todo homem são e civilizado deve ter um conjunto de princípios pelos quais rejeita alguns desejos e admite outros.

Um homem se baseia em princípios cristãos, outro se baseia em princípios de higiene, e outro, ainda, em princípios sociológicos. O verdadeiro conflito não é o do cristianismo contra a “natureza”, mas dos princípios cristãos contra outros princípios de controle da “natureza”. A “natureza” (no sentido de um desejo natural) terá de ser controlada de um jeito ou de outro, a não ser que queiramos arruinar nossa vida. E bem verdade que os princípios cristãos são mais rígidos que os outros; no entanto, acreditamos que, para obedecer-lhes, você poderá contar com uma ajuda que não terá para obedecer aos outros.

EM SEGUNDO LUGAR, muitas pessoas se sentem desencorajadas de tentar seriamente seguir a castidade cristã porque a consideram impossível (mesmo antes de tentar). (…) Podemos ter certeza de que a castidade perfeita — como a caridade perfeita — não será alcançada pelo mero esforço humano. Você tem de pedir a ajuda de Deus. Mesmo depois de pedir, poderá ter a impressão de que a ajuda não vem, ou vem em dose menor que a necessária. Não se preocupe. Depois de cada fracasso, levante-se e tente de novo. Muitas vezes, a primeira ajuda de Deus não é a própria virtude, mas a força para tentar de novo.

Por mais importante que seja a castidade (ou a coragem, a veracidade ou qualquer outra virtude), esse processo de treinamento dos hábitos da alma é ainda mais valioso. Ele cura nossas ilusões a respeito de nós mesmos e nos ensina a confiar em Deus. Aprendemos, por um lado, que não podemos confiar em nós mesmos nem em nossos melhores momentos; e, por outro, que não devemos nos desesperar nem mesmo nos piores, pois nossos fracassos são perdoados. A única atitude fatal é se dar por satisfeito com qualquer coisa que não a perfeição.

EM TERCEIRO LUGAR, as pessoas muitas vezes não entendem o que a psicologia quer dizer com “repressão”. Ela nos ensinou que o sexo “reprimido” é perigoso. Nesse caso, porém, “reprimido” é um termo técnico: não significa “suprimido” no sentido de “negado” ou “proibido”. Um desejo ou pensamento reprimido é o que foi jogado para o fundo do subconsciente (em geral na infância) e só pode surgir na mente de forma disfarçada ou irreconhecível. Ao paciente, a sexualidade reprimida não parece nem mesmo ter relação com a sexualidade.
Quando um adolescente ou um adulto se empenha em resistir a um desejo consciente, não está lidando com a repressão nem corre o risco de a estar criando. Pelo contrário, os que tentam seriamente ser castos têm mais consciência de sua sexualidade e logo passam a conhecê-la melhor que qualquer outra pessoa. Acabam conhecendo seus desejos como Wellington conhecia Napoleão ou Sherlock Holmes conhecia Moriarty; como um apanhador de ratos conhece ratos ou como um encanador conhece um cano com vazamento. A virtude – mesmo o esforço para alcançá-la — traz a luz; a libertinagem traz apenas brumas.

Para encerrar, apesar de eu ter falado bastante a respeito de sexo, quero deixar tão claro quanto possível que o centro da moralidade cristã não está aí. Se alguém pensa que os cristãos consideram a falta de castidade o vício supremo, essa pessoa está redondamente enganada. Os pecados da carne são maus, mas, dos pecados, são os menos graves.

Todos os prazeres mais terríveis são de natureza puramente espiritual: o prazer de provar que o próximo está errado, de tiranizar, de tratar os outros com desdém e superioridade, de estragar o prazer, de difamar. São os prazeres do poder e do ódio. Isso porque existem duas coisas dentro de mim que competem com o ser humano em que devo tentar me tornar. São elas o ser animal e o ser diabólico. O diabólico é o pior dos dois. E por isso que um moralista frio e pretensamente virtuoso que vai regularmente à igreja pode estar bem mais perto do inferno que uma prostituta. É claro, porém, que é melhor não ser nenhum dos dois.

Extraído do livro Cristianismo Puro e Simples (Editora Martins Fontes)


OBS: O cristianismo não condena o sexo, mas o sexo fora do casamento. Fora dele, a orientação é castidade.
publicado por institutogamaliel às 06:03


PARA AS MULHERES



1. O fato de um homem trair sua mulher, não significa necessariamente que não a ame. Pode ter sido simplesmente um momento de fraqueza. Se ele fez escondido e demonstra arrependimento, talvez valha á pena perdoar.


2. O homem não precisa se envolver emocionalmente com uma mulher para ir para a cama com ela; basta uma “bunda bonita”. Bill Clinton disse ter tido relações sexuais com sua secretária simplesmente porque ela estava disponível. Em 90% das vezes com o homem é assim.


3. O homem não respeita uma mulher que “transa” com ele sabendo que ele é casado. Ele dificilmente pensará em separar-se da sua mulher para ficar com ela, a menos que a iniciativa da separação parta de sua esposa.


4. A solidão é uma péssima companheira. Ela só é boa quando é um intervalo entre dois encontros.


Segundo as estatísticas, a chance de brasileiras solteiras ou divorciadas virem a se casar em algum momento no futuro são: aos 30 anos de idade, elas têm 27,6% de chance de encontrar um marido. Parece pouco? Pois aos 35, a chance cai quase 10 pontos, e aos 40 despenca mais ainda. Em 74% dos casamentos, o homem é mais velho que a mulher". Ocorre que: 1) quanto mais alta a faixa etária, maior é o número de homens comprometidos; 2) quando se descomprometem, eles tendem majoritariamente para mulheres de faixa etária bem inferior; 3) ainda por cima, morrem mais cedo (sete anos, em média). Logo, a pirâmide de parceiros se estreita justo no momento em que a mulher que se divorciou ou deixou para se casar mais tarde começa a apontar o radar nessa direção. "O homem mais disponível é casado. O mais interessado é jovem demais. E os mais difíceis são os da mesma faixa etária, que só querem sair com meninas novinhas", resume a advogada Eunice Feigel, 53 anos, uma solteira da linha realista, que gosta da liberdade de ação proporcionada pela solteirice, mas reconhece a dureza da falta de ter alguém "para dividir emoções".


5. Às vezes o homem é um bom marido e um bom pai, mas caiu em tentação. Talvez seja melhor perdoar que se arriscar num novo casamento com alguém que não se conhece bem.


6. Peça conselhos. Na hora da dor é difícil raciocinar. Já vi muitas mulheres divorciadas se lamentarem que hoje seus ex-maridos são felizes em outro casamento, enquanto elas estão sozinhas.


7. Quando os filhos crescem, vão embora e os pais se tornam um peso. Nessa hora é quando mais um companheiro faz falta.


8. Certifique-se de estar fazendo a sua parte. Inúmeras mulheres divorciadas, na hora da solidão, julgam-se culpadas pela separação e dizem que hoje agiriam de forma diferente. Se não tem jeito, que ao menos você depois não tenha do que se culpar.



-----------------------------PARA OS HOMENS----------------


1. Ainda que sua traição seja perdoada e não termine em divórcio, seu casamento nunca mais será o mesmo. Você carregará esse peso pelo resto da vida.


2. Você estará realizado se um dia sua filha disser que quer se casar com um homem igual a você. Após um adultério, nunca mais seus filhos (e principalmente suas filhas) lhe verão com os mesmos olhos, principalmente se você é cristão.


3. Uma das coisas mais difíceis para um homem é dizer: “casei-me; sexualmente falando, daqui para a frente, só existe uma mulher disponível para mim em todo o universo: a minha”. Mas você não poderá se dizer servo de Cristo se não for capaz de falar isso!


4. Se você é servo de Cristo, jamais pensará em se divorciar a não ser por causa de adultério por parte de sua esposa.


5. Homem que vê revista pornográfica trái a mulher.


6. “O que o homem semear, isto também ceifará”. Uma mulher que transa com você, sabendo que você é um homem casado, e causa sua separação, raramente será uma melhor esposa do que a primeira e tem muito mais chance de lhe deixar por outro.


7. Na velhice os pais são um peso para os filhos. Só sua companheira estará ao seu lado. Se você a tratou bem durante a vida vocês terão uma velhice feliz. Mas se a tratou mal, é na senilidade que você colherá isso.


8. A mulher que lhe conheceu quando você não tinha nada e cresceu junto com você, tem mais de 90% de chances de ser mais fiel que aquela que lhe conheceu depois. Melhor não querer trocá-la por uma mais nova.


9. As diferenças e divergências que temos com nossas mulheres servem para nos fazer crescer como cristãos. Você não poderá jamais dizer ser portador do fruto do espírito (amor, alegria, paz, fidelidade, bondade, benignidade, paciência, mansidão, domínio próprio) se não for capaz de demonstrá-lo com sua esposa. Deus dá a cada um a esposa com virtudes e defeitos que precisamos para nos aperfeiçoar. SUA ESPOSA É A MELHOR ESPOSA DO MUNDO PARA VOCÊ, mesmo que a tenha conhecido antes de tornar-se cristão. PRESENTE DE DEUS. Se você não for capaz de conviver com ela, terá dificuldade com qualquer outra. Uma mulher que se anula empobrece a relação e não lhe fará feliz.


LAURENTINO AGUIAR - presbítero da II Igreja Evangélica Congregacional de Juazeiro BA.
publicado por institutogamaliel às 05:54
tags:


1 Coríntios 13: 1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine. 2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. 3 E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não arde em ciúmes, não se ensoberbece, 5 não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; 6 não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; 7 tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Considerada uma das emoções humanas mais potentes, já todos nós sentimos ciúmes numa ou noutra altura das nossas vidas. Dependendo da nossa personalidade, situação e circunstâncias envolventes, o ciúme pode variar em termos de tipo e de grau de intensidade. Embora existam pessoas com mais e menos tendência para serem ciumentas, a verdade é que ninguém lhe escapa.

DEFINIÇÃO COMUM: sentimento gerado pela suspeita da infidelidade de um parceiro.”

A própria palavra “jealous” em inglês tem uma origem curiosa: vem da palavra “jalousie” que é uma derivação da palavra francesa para ciumento – “jaloux”. Esta, por sua vez, está relacionada com a palavra “zelosus” que em latim significa “cheio de zelo”. Se recuarmos mais um pouco, encontramos o termo grego “zelos” que está associado ao conceito de “ferver” ou “fermentar”. No mínimo, curioso…
FONTE: SITE: http://www.ciúmes.com/
O ciúme, um sentimento insano, paranóico, doente, insuportável para quem sente e doído, perigoso, para quem o sofre.
Há o ciúme exagerado e outro tipo de ciúme, incômodo mas aceitável por quem sente e até estimulante para quem é alvo dele. É o sentimento "normal", que atinge a maioria das pessoas e faz parte do cotidiano. O que intriga os estudiosos, e sobretudo os amantes, é a dificuldade em definir a linha difusa entre os dois extremos. Ficar do lado certo é o único modo de sobreviver, administrar e tirar proveito desse vulcão do qual ninguém está a salvo.

É crescente entre os especialistas a idéia de que em sua manifestação corriqueira se trata de um sentimento importante, até imprescindível, para o bom andamento de um relacionamento amoroso. "Um ciumezinho eventual é um bom parâmetro para ver como anda a relação.

Porém, uma relação na qual se desconfia de tudo o tempo todo não sobrevive. Mas deve-se também ficar em alerta quando não há nenhuma sombra de ciúme entre namorados ou cônjuges. Isso pode indicar que a relação está se diluindo aos poucos. Guardadas as proporções, é mais ou menos como acontece com o medo. Muito é ruim. Em dose moderada, ajuda as pessoas a ficar atentas a situações de risco.

Ele pode manifestar-se de duas formas. A primeira, emocional, é intensa e de curta duração. Vem acompanhada de componentes somáticos, como taquicardia, falta de ar, excesso de salivação ou boca seca, aperto no peito e até dores físicas. Quando, numa festa, um desconhecido começa a puxar conversa com sua esposa o marido fica enciumado. É emoção. Pode explodir com resultados desastrosos, mas passa. Se o marido desconfia da mulher a ponto de impedi-la de ir à festa, a coisa atingiu um grau bem mais preocupante. Nessa situação, o ciúme não passa, mesmo que se consiga provar que as suspeitas são fantasiosas e infundadas. Os psiquiatras comparam esse tipo agudo de ciúme a um delírio, e os ingleses o chamam de "síndrome de Otelo"
FONTE: REVISTA VEJA Edição 1 653 -14/6/2000

VISÃO DE FREUD
Freud classificava vários tipos e graus de ciúme. O primeiro seria o ciúme devido à concorrência com o rival, que inclui uma ferida narcísica. Esse tipo se deve mais a uma questão de narcisismo , de se perder o ser amado, e de uma competição pessoal com o outro - de modo que, num aspecto ou no outro, o que está em questão é mais o amor próprio do que o amor ao outro, explica André Martins, filósofo e psicanalista, doutor em filosofia e em teoria psicanalítica e professor associado da UFRJ, onde coordena o grupo de pesquisas Spinoza & Nietzsche.

O segundo tipo seria originado na projeção do outro de seus próprios desejos de infidelidade, realizados ou não. Algo como: se desejamos ter outras relações, supomos, inconscientemente, por uma projeção paranóide, que o outro deseja o mesmo. Já o terceiro tipo, que Freud considera delirante, descreve Martins, teria como origem uma homossexualidade negada, como uma forma de se dizer, inconscientemente, que não é ele que ama o rival, mas ela.
FONTE: REVISTA DE FILOSOFIA CIÊNCIA E VIDA, ANO III, NÚMERO 31

Se essas são realmente as causas do ciúme requer reflexão, mas, na primeira definição, notamos que o ciúme, especialmente o ciúme excessivo, não é expressão de amor , pelo contrário, o ciúme maltrata, deseja o mal do outro. Ao contrário do que diz a Bíblia, busca seus próprios interesses, suspeita mal, porta-se inconvenientemente.

SÍNDROME DE OTELO: Vemos na literatura inúmeros casos emblemáticos para a questão do ciúme. Um dos mais conhecidos é o romance "Otelo – O Mouro de Veneza" de William Shakespeare. Em sua obra, o autor considera o ciúme como o "monstro dos olhos verdes". Nesta história, o protagonista Otelo, envenenado de ciúme pelo astucioso Iago, deixa-se levar por um ciúme doentio do seu melhor amigo com sua esposa, acaba matando a honesta, terna e doce Desdêmona. No âmbito do ciúme, não é preciso acusar sem provas e nem mesmo concluir sem os fatos a exemplo do Mouro de Veneza. Podemos nos pautar na realidade e colecionarmos fatos na medida do possível, que nos conduzam a uma decisão baseada em fatos concretos que enxergamos na realidade.

O conceito de ciúme mórbido ou patológico, também chamado de Síndrome de Otelo, em referência ao romance shakeasperiano escrita em 1964 compreende várias emoções e pensamentos irracionais e perturbadores, além de comportamentos inaceitáveis ou bizarros (Leong et al, 1994). Envolveria muito medo de perder o parceiro(a) para um(a) rival, desconfiança excessiva e infundada, gerando significativo prejuízo no funcionamento pessoal e interpessoal.

Nesta variação excessiva do ciúme há a possibilidade de algumas pessoas interpretarem conclusivamente evidências de infidelidade a partir de ocorrências irrelevantes, se recusam a mudar suas crenças mesmo frente a informações conflitantes, e tendem a acusar o parceiro de infidelidade com muitas outras pessoas (Torres, Ramos-Cerqueira & Dias, 1999; Vauhkonen, 1968).

Então, de um mecanismo protecionista para preservar a qualidade e o bom andamento dos relacionamentos amorosos, o ciúme passa a se tornar patológico quando ultrapassa os limites do bom senso, sendo de difícil controle e compreensão. Dessa forma, o ciúme patológico é aquele que, sobretudo, estaria fundamentado em falsas crenças (idéias sobrevalorizadas ou delírios), que não são abaladas por qualquer argumentação racional. Estas pessoas geralmente são diagnosticadas como portadoras de um ciúme patológico.
FONTE: http://www.terapiaemdia.com.br/?p=498

Eis dez sinais de perigo a serem observados e controlados pelo ciumento:

1. Interrogatórios excessivos. As pessoas que têm muitos ciúmes do seu companheiro(a) têm por hábito questioná-lo acerca de tudo o que se passou no seu dia ou numa saída com amigos. Os interrogatórios são longos e até aborrecidos porque a pessoa ciumenta quer saber tudo o que aconteceu – até ao mais pequeno detalhe – durante o tempo em que não estiveram juntos.

2. Comentários sobre a forma como se veste. Este é um clássico, principalmente quando surge repentinamente e pode incluir desde comentários negativos sobre roupa que não lhe fica bem (mesmo que fique) a “proibições” claras sobre o que pode ou não vestir, sendo que muitas vezes a pessoa ciumenta admite que apenas pode vestir determinada roupa quando sai com ele/ela.

3. Escolta pessoal para todo o lado. Os ciúmes também se manifestam através da vontade e insistência contínua para acompanhar ou levar o companheiro(a) a todo e qualquer sítio, mesmo aos mais habituais ou desinteressantes. Há quem faça questão de ir buscar o seu parceiro(a) ao trabalho, simplesmente porque não quer que ele/ela vá tomar um café com os colegas de escritório no final do dia, por exemplo.

4. Dezenas de telefonemas diários. Se todos os dias recebe dezenas de telefonemas ou SMS do seu namorado(a) a perguntar onde está, o que faz, com quem, até que horas e porquê… o mais certo é estar a ser controlado por uma pessoa ciumenta. Não confunda preocupação com possessão.

5. Zanga-se se olha para alguém do sexo oposto. Por norma, quem tem ciúmes – seja homem ou mulher – sofre de baixa auto-estima/auto-confiança e vive com receio de perder o seu parceiro(a), ou seja, o simples facto de olhar para alguém do sexo oposto (mesmo que seja inocentemente), é o suficiente para desencadear uma cena de ciúmes. Para além disso, muitas vezes, a pessoa ciumenta acusa o seu companheiro(a) de estar a observar outro homem ou mulher, mesmo que não esteja.

6. Interferência na vida social. As relações amorosas são apenas uma parte da vida social de qualquer pessoa, que geralmente inclui ainda amigos, família e passatempos pessoais. As pessoas ciumentas tentam muitas vezes minar os planos do seu companheiro(a) porque, para além de terem medo de estarem ou de ficarem sozinhos, não gostam da ideia do seu parceiro(a) fazer planos e divertir-se sem ele/ela. É habitual fazerem planos mesmo sabendo que o namorado(a) já tem algo combinado, mas obrigam-no a desmarcar os seus. Aos poucos, podem tentar afastar o seu parceiro(a) de todas as outras pessoas que fazem parte da sua vida.

7. Discussões frequentes. Numa relação em que uma das partes é ciumenta, as discussões são frequentes e intensas, normalmente despoletadas por “pequenos nadas” e alastrando para cenas de ciúmes desproporcionadas. Estas discussões podem ainda ser marcadas por um tom dominante por parte da pessoa ciumenta, que pode mesmo ameaçar verbal ou fisicamente o outro(a).

8. Vigilância constante. Quem é ciumento procura controlar cada passo dado pelo seu parceiro(a) – desde verificar as chamadas e SMS do telemóvel, até ler os emails e abrir o correio, passando por mexer na carteira, bolsos de casacos e até segui-lo. Pode estar a ser controlado se o seu parceiro(a) aparecer frequentemente de “surpresa” no local onde costuma almoçar com os colegas de trabalho ou se se cruzarem por “coincidência” no sítio onde combinou tomar café com um amigo(a).

9. Acusações de infidelidade. Mais do que ter ciúmes, as pessoas ciumentas têm necessidade de os comunicar, ou seja, qualquer situação – trabalhar até tarde, um almoço de família ou uma má disposição – que obrigue os elementos do casal a estarem separados, serve para a pessoa ciumenta acusar o outro(a) de ser infiel.

10. Cenas de ciúmes. Uma relação marcada pelo ciúme é invariavelmente marcada por cenas de ciúmes e estas tanto podem ser em privado, como em público. Porém, se cada saída acaba por ser estragada por um ataque de ciúmes – independentemente de estarem rodeados de amigos, familiares ou estranhos – é porque alguém estava a controlar alguém, em vez de desfrutar da sua companhia.
FONTE: http://ciumes.com/artigos/10-sinais-que-esta-ser-controlado-ciumentoa

COMO TRATAR?
Causas de ciúme incluem transtornos mentais (ex.: alcoolismo, demência, esquizofrenia, TOC , transtornos mentais, transtornos de personalidade, neuroses e psicoses). Nessas circunstâncias, o foco do tratamento seria o processo principal subjacente.

CONSELHOS PARA O CIUMENTO:
1. Aprenda com o passado. Fazemos e reconhecemos os erros do passado para não voltar a cometê-los, nem no presente, nem no futuro, por isso, se o facto de ser ciumento já vem de trás, está na altura de o travar. Se os ciúmes já prejudicaram uma ex-relação, corre o risco disso voltar a acontecer. Será que esses ataques de ciúmes não estarão na base de uma vida amorosa atribulada? Ninguém quer viver uma relação assim, até porque não resolve nada, antes pelo contrário.

2. Evite fazer filmes. Quem é ciumento tem a tendência de deturpar a realidade, ou seja, um pequeno gesto ou palavra é o suficiente para despertar os ciúmes mais loucos o que, por sua vez, desencadeia um verdadeiro “filme” na sua cabeça. É importante não deixar que a sua imaginação fomente os ciúmes de uma coisa que pode nem ser real. As pessoas mais ciumentas precisam de aprender a distinguir a realidade da ficção, simplesmente porque nem tudo o que parece é.

3. Não exagere. Rodado o “filme”, os mais ciumentos têm a tendência de passar para a acção – discussões, acusações, vitimizações, agressões verbais e até físicas podem fazer parte de um ataque de ciúmes. Se deve pensar sempre duas vezes antes de reagir a qualquer provocação, no caso dos ciúmes, pense três. Será que vale realmente a pena?

4. Segunda opinião. Nem todas as pessoas sabem lidar bem com os ciúmes, até porque essa é uma emoção que faz parte da natureza humana. Se é o seu caso e em vez de fazer cenas lamentáveis – e sobre as quais se vai arrepender mais tarde – procure um amigo(a) para desabafar as suas inseguranças e preocupações. É sempre bom ter a opinião de uma pessoa neutra, por isso, convide esse amigo(a) para sair convosco e peça-lhe para observar os vossos comportamentos e dizer da sua justiça: há ou não motivos para ciúmes? Lidou bem ou mal com a situação?

5. Respeito próprio. Quem sofre insistentemente com ciúmes tende a sentir-se com baixa auto-estima e auto-confiança porque ao sentir-se ameaçado com a possível perda do companheiro(a) culpa-se a si e desencadeia uma série de ataques pessoais: ou porque é muito gordo, magro, pouco interessante ou inteligente… Esse tipo de negatividade é uma chama para manter o espírito ciumento a arder, por isso, é necessário respeitar-se e fazer-se respeitar. Alguém que está extremamente seguro de si, não se sentirá ameaçado por o que quer que seja. Faça o que tiver de fazer para sentir-se sempre bem na sua pele.

6. Conversas a dois. A confiança e a comunicação representam o pilar de qualquer relação a dois e quando o primeiro é posto em causa, é preciso recorrer ao segundo, rapidamente. Em vez de fazer uma cena de ciúmes em frente aos amigos ou estragar aquela que estava a ser uma noite perfeita de regresso a casa no carro, respire fundo, analise a situação friamente e só depois (talvez até não seja má ideia dormir sobre o assunto) é que deve conversar com o seu companheiro(a). Sim, conversar e não confrontar ou gritar. Fale abertamente sobre aquilo que o incomodou e de como se sentiu. Certamente perceberá que afinal não foi nada e que não volta a acontecer ou melhor, a incomodá-lo.

7. Dê atenção à relação. Quem estar obcecado em seguir cada passo e palavra do seu parceiro(a) dificilmente terá tempo ou paciência para dedicar à relação em si. Mas afinal o objectivo de estarmos com outra pessoa não é para viver e sentir uma proximidade saudável e apaixonante? Para nos conhecermos cada vez melhor, para nos apoiar-nos e fazer planos para o futuro? Para nos divertirmos? Então porque é que está a perder o seu precioso tempo a dois com ciúmes infundamentados? Se se dedicar tanto ao fortalecimento da relação como dedica aos ciúmes, essa palavra deixará de fazer parte do seu vocabulário.
publicado por institutogamaliel às 05:54
tags:



Ef 5:25 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela.



CRISE NO RELACIONAMENTO CHEGA AGORA COM TRÊS ANOS


Ganho de peso e higiene precária estão entre as dez principais causas do fim da paixão entre os casais.


A famosa “crise dos sete anos” foi substituída pela “pane dos três anos”, que ocorre quando os casais começam a não dar mais valor ao parceiro, segundo aponta uma nova pesquisa inglesa.Ganho de peso, avareza, roncos e restos de unhas cortadas espalhadas pelo piso do banheiro são alguns dos itens que corroem a paixão, levando o relacionamento ao declínio.


Os dados são de um estudo encomendado pela Warner Brothers para promover o lançamento da comédia “Hall Pass” nos cinemas britânicos. A pesquisa, que reuniu 2.000 ingleses adultos em relacionamentos sérios, identificou a marca dos 36 meses como o período de pico dos níveis de estresse no relacionamento. Os resultados apontam para uma nova tendência dos casais de buscarem certa independência, com algumas noites livres e férias longe do parceiro – recursos utilizados para manter vivo o clima de romance.“A jornada de trabalho cada vez mais longa combinada às preocupações com as finanças estão claramente deixando consequências nos relacionamentos modernos.


Vemos uma tendência de aumento no número de casais que tiram férias separadamente para tentar reavivar a chama da paixão”, disse Judi James, especialista em opinião pública que supervisionou o estudo.Na pesquisa, foram comparadas as respostas dos participantes em relacionamentos mais recentes – definidos como aqueles iniciados há menos de três anos – aos casados ou em relacionamentos mais longos.


Um total de 67% dos entrevistados disse que pequenos desconfortos aparentemente inofensivos no início do namoro geralmente se transformam em irritações maiores por volta do trigésimo sexto mês do relacionamento. Mais da metade dos britânicos entrevistados (52%) que se encontrava em relacionamentos recentes disse que mantinha relações sexuais pelo menos três vezes por semana, em comparação a apenas 16% daqueles em relacionamentos mais longos. Os resultados sugerem que, com o avanço da idade, o clima de romance cede lugar às praticidades do dia a dia, apoiadas pelo fato de que 55% das pessoas ocupadas e em relacionamentos mais longos admitiram que atualmente precisassem “agendar” o horário do romance.


O relatório também mostra que casais no início do relacionamento podem esperar por uma média de três elogios por semana por parte do parceiro – este número cai para apenas um elogio semanal na marca dos três anos. O prognóstico piora com o passar do tempo. Três em cada 10 entrevistados que se encontravam em um relacionamento há mais de cinco anos disseram que nunca recebiam um elogio do parceiro.


76% dos entrevistados responderam que “o espaço individual é importante” em um relacionamento, apontando para um aumento nas atividades sem a companhia do parceiro. Um terço (34%) do grupo de participantes em um relacionamento há mais de três anos relatou ter pelo menos duas noites livres por semana para se dedicar a interesses próprios, enquanto que 58% dos entrevistados do mesmo grupo disseram que tiram férias regularmente sem o parceiro.


Segundo a pesquisa, as 10 principais causas do fim da paixão entre os casais são:

1. Ganho de peso e falta de exercícios

2. Avareza

3. Horário de trabalho incompatível socialmente

4. Higiene pessoal precária

5. Contato excessivo ou escasso com familiares

6. Ausência de clima de romance - incluindo sexo e carinhos

7. Consumo de álcool em excesso

8. Ronco e outros hábitos desagradáveis durante o sono

9. Desleixo com o vestuário, incluindo peças íntimas velhas

10. Mau uso do banheiro


publicado por institutogamaliel às 05:53
tags:


“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Pois se caírem, um levantará o seu companheiro; mas ai do que estiver só, pois, caindo, não haverá outro que o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa”. Ec 4: 9-12

Esse é um trecho muito usado, entre outras coisas, para mostrar as vantagens do casamento. De fato, um bom casamento é um dos maiores “bens” que se pode possuir na terra: relacionamento amoroso com a esposa, filhos que um dia se tornarão nossos melhores amigos, sem falar na probabilidade bem maior de uma velhice feliz, longe da solidão e dos abrigos de velhos.

Mas será que sempre um mais um é igual a dois? Conheci um casal em que a esposa diligente, nas horas extras “fazia unha” para aumentar a renda familiar enquanto o esposo irresponsável se dedicava a beber e a contrair dívidas que ela terminava por pagar, jogando fora diariamente os seus sonhos de progredir.

Conheci outra cujo marido economizava com ela tudo o que podia, enquanto gastava dissolutamente com uma terceira com a qual mantinha um caso. Sem falar nas mulheres espancadas, que o diga Maria da Penha, cujo esposo a tentou assassinar, terminando por deixá-la aleijada e presa a uma cadeira de rodas.

São casos extremos? Será? Quantos maridos e esposas você conhece que são um atraso de vida para seu cônjuge? Dissipam o que o outro tenta ajuntar? Com seus caprichos, mania de riqueza, inveja do vizinho... Um outro casal, dizia-me a mulher, diversas vezes teve de fazer tratamento médico pois ele trouxe doenças venéreas para casa. Até que um lado não agüenta mais.

Que conselhos temos para essas pessoas? Apenas dizer que marido preguiçoso, encrenqueiro, violento não é motivo para divórcio, pois não houve adultério? Apenas que entrem numa corrente de oração, dêem uma oferta e aguardem, enquanto dia a dia vêem mutiladas suas auto-estimas, seus sonhos, seus filhos cheios de tiques nervosos e revoltados...

Não sou a favor do divórcio, e o conselho do apóstolo Paulo ainda é válido: “Todavia, aos casados, mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido; se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher” ( 1 Co 7:10-11). Mas às vezes é melhor estar que mal acompanhado. Um às vezes é melhor que dois.

Continuando com o sábio apóstolo: “Mas aos outros digo eu, não o Senhor: Se algum irmão tem mulher incrédula, e ela consente em habitar com ele, não se separe dela. E se alguma mulher tem marido incrédulo, e ele consente em habitar com ela, não se separe dele. Porque o marido incrédulo é santificado pela mulher, e a mulher incrédula é santificada pelo marido crente; de outro modo, os vossos filhos seriam imundos; mas agora são santos” 1 Co 7: 12-14.

Meu questionamento é: será que um marido que espanca a esposa, é desonesto, viciado, maltrata os filhos, pode ser considerado cristão? Violentar física e psicologicamente o parceiro é “consentir habitar com ele”?

A Bíblia relata um diálogo interessante entre Jesus e os fariseus: “ Aproximaram-se dele alguns fariseus que o experimentavam, dizendo: É lícito ao homem repudiar sua mulher por qualquer motivo? Respondeu-lhe Jesus: Não tendes lido que o Criador os fez desde o princípio homem e mulher, e que ordenou: Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne? Assim já não são mais dois, mas um só carne. Portanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem. Responderam-lhe: Então por que mandou Moisés dar-lhe carta de divórcio e repudiá-la? Disse-lhes ele: Pela dureza de vossos corações Moisés vos permitiu repudiar vossas mulheres; mas não foi assim desde o princípio. Eu vos digo porém, que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, e casar com outra, comete adultério; [e o que casar com a repudiada também comete adultério.] (Mateus 19: 3-9).

Na conta de Jesus, um mais um igual a um: “ Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne? Assim já não são mais dois, mas um só carne”. O grande problema dos casamentos atuais é que existem pessoas que jamais se misturam. Lembram-se das lições de física: água e açúcar, mistura homogênea, forma-se um novo elemento, diferente dos outros dois. Óleo e água não se misturam, mistura heterogênea, luz com trevas, na linguagem bíblica.

Por mais que os entendidos atuais insistam em que o casamento não pode tirar a individualidade, o casamento bíblico implica numa mistura em que ambos se tornam um, mistura homogênea, ambos devem perder um pouco para ambos ganharem. A mulher deve honra ao marido e o marido deve honra à mulher. As feministas detestam isso, mas se tal roupa não agrada ao meu marido eu não a visto e vice versa. Se não isso, não casamento. Estão casados mas são solteiros.

Naquele diálogo com Cristo os discípulos entenderam isso, e sabe qual foi a reação deles? “ Disseram-lhe os discípulos: Se tal é a condição do homem relativamente à mulher, não convém casar”. Não foram os fariseus que disseram isso.

E então, você é capaz de se misturar? Como está o seu casamento? Meu conselho é que você em frente. “Por questões que lembram tolerância baixa ou algo similar, parece mais barato começar outro casamento, outra amizade, outro trabalho, mudar de cidade, do que o empenho para reparar as coisas. De certo modo, muitos de nós passaram a entender que consertar custa mais caro do que trocar” (Lúcio Packter). Mas pode valer à pena!.

Encerro sem mais palavras. Que Deus lhe ilumine! Amém.

publicado por institutogamaliel às 05:52
tags:




A. DEFINIÇÕES: INTELIGÊNCIA Q.I. , INTELIGÊNCIA EMOCIONAL, INTELIGÊNCIA ESPIRITUAL, SABEDORIA

Primeiro veio o QI (Índice de Inteligência), depois veio o QE (Quociente Emocional), popularizado por Daniel Goleman. Agora Danah Zohar criou o conceito de Inteligência Espiritual – como as pessoas usam significado, visão e valores para pensar e decidir.
a) Inteligência ‘intelectual' trata do que pensamos.
b) Inteligência emocional trata do que sentimos.
c) Inteligência espiritual trata de quem somos.
Esta última inteligência é que mais nos diferencia de máquinas, computadores e outros animais, porque é a que nos dá o senso de propósito, valor e sentido na vida.
Quociente de inteligência (abreviado para QI, de uso geral) é uma medida derivada da divisão da idade mental pela idade cronológica, obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de um sujeito, em comparação ao seu grupo etário.
Classificação :
· QI acima de 140: Genialidade
· 120 - 140: Inteligência muito acima da média
· 110 - 120: Inteligência acima da média
· 90 - 109: Inteligência normal (ou média)
· 80 - 89: Embotamento
· 70 - 79: Limítrofe
· 50 - 69: Cretino
· 35 - 50: Debilidade moderada
· 20 - 35: Debilidade severa
· QI abaixo de 20: Debilidade profunda
INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
O que é Inteligência Emocional : A Inteligência Emocional está relacionada a habilidades tais como motivar a si mesmo e persistir mediante frustações; controlar impulsos, canalizando emoções para situações apropriadas. Divide-se em:
Inteligência Inter-Pessoal: é a habilidade de entender outras pessoas: o que as motiva, como trabalham, como trabalhar cooperativamente com elas.
Inteligência Intra-Pessoal: é a mesma habilidade, só que voltada para si mesmo. É a capacidade de formar um modelo verdadeiro e preciso de si mesmo e usá-lo de forma efetiva e construtiva. .
INTELIGÊNCIA ESPIRITUAL
A inteligência espiritual tem a ver com o sentido do que faço. Quantos de nós já parou para pensar: por que eu faço isso? Por que trabalho nesta profissão? Isso me realiza?
Esse termo é bíblico: Cl 1:9-10 : Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e inteligência espiritual; 10. Para que possais andar dignamente diante do Senhor, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de Deus.
INTELIGÊNCIA X SABEDORIA
O inteligente sabe o que é certo, mas não aplica. Podemos citar Cazuza e Renato Russo como homens inteligentes. O sábio não somente sabe, mas aplica na sua vida. Na Bíblia, inteligência espiritual é sinônimo sabedoria. No v. 9 “sabedoria e inteligência espiritual” são uma forma de enfatizar, mas são uma mesma coisa.
Inteligência espiritual, segundo a Bíblia, é a capacidade de entender e aplicar nas nossas vidas o ensino que nela está escrito.

B. CONSELHOS SÁBIOS PARA A VIDA EM PROVÉRBIOS

1. NÃO SE ENVOLVA, EM HIPÓTESE ALGUMA, COM A MULHER ADÚLTERA.
ADULTÉRIO AURÉLIO: infidelidade conjugal
FORNICAÇÃO: pecado de luxúria (lascívia, sensualidade)
O que é uma mulher adúltera? Aquela que sem envolve com um homem casado ou que é casada e se envolve com um homem solteiro. Ou ainda casado com casada. SOLTEIRO NÃO ADULTERA COM SOLTEIRO, PRATICA FORNICAÇÃO..
POR QUE NÃO ADULTERAR?

a. ADULTERAR É BRINCAR COM A MORTE: Pv 2: 18 pois a sua casa se inclina para a morte, e as suas veredas para as sombras. 19 Nenhum dos que se dirigirem a ela, tornara a sair, nem retomará as veredas da vida.
Pv 6: 34 porque o ciúme enfurece ao marido, que de maneira nenhuma poupará no dia da vingança. 35 Não aceitará resgate algum, nem se aplacará, ainda que multipliques os presentes.
7:. 22 Ele a segue logo, como boi que vai ao matadouro, e como o louco ao castigo das prisões; 23 até que uma flecha lhe atravesse o fígado, como a ave que se apressa para o laço, sem saber que está armado contra a sua vida. 24 Agora, pois, filhos, ouvi-me, e estai atentos às palavras da minha boca. 25 Não se desvie para os seus caminhos o teu coração, e não andes perdido nas suas veredas. 26 Porque ela a muitos tem feito cair feridos; e são muitíssimos os que por ela foram mortos. 27 Caminho de Seol é a sua casa, o qual desce às câmaras da morte.

b. VOCÊ PERDE DINHEIRO: Pv 5:. 7 Agora, pois, filhos, dai-me ouvidos, e não vos desvieis das palavras da minha boca. 8 Afasta para longe dela o teu caminho, e não te aproximes da porta da sua casa; 9 para que não dês a outros a tua honra, nem os teus anos a cruéis; 10 para que não se fartem os estranhos dos teus bens, e não entrem os teus trabalhos na casa do estrangeiro.
29: 3 O que ama a sabedoria alegra a seu pai; mas o companheiro de prostitutas desperdiça a sua riqueza .

c. QUANDO VOCÊ VOLTAR A SI E SE ARREPENDER SERÁ TARDE: Pv 5:. 11 e gemas no teu fim, quando se consumirem a tua carne e o teu corpo, 12 e digas: Como detestei a disciplina! e desprezou o meu coração a repreensão! 13 e não escutei a voz dos que me ensinavam, nem aos que me instruíam inclinei o meu ouvido! 14 Quase cheguei à ruína completa, no meio da congregação e da assembléia.

d. VOCÊ FICARÁ TÃO ENDURECIDO QUE NÃO ENXERGARÁ SUA RUÍNA, NEM ACEITARÁ CONSELHOS: Pv 5: e digas: Como detestei a disciplina! e desprezou o meu coração a repreensão! 13 e não escutei a voz dos que me ensinavam, nem aos que me instruíam inclinei o meu ouvido!

e. VOCÊ FICARÁ FORA DE SÍ, E FARÁ COISAS QUE NORMALMENTE NÃO FARIA: 5:22 Quanto ao ímpio, as suas próprias iniqüidades o prenderão, e pelas cordas do seu pecado será detido. 23 Ele morre pela falta de disciplina; e pelo excesso da sua loucura anda errado.

f. ESTARÁ DESTRUINDO A SI PRÓPRIO: Pv 6: 27 Pode alguém tomar fogo no seu seio, sem que os seus vestidos se queimem? 28 Ou andará sobre as brasas sem que se queimem os seus pés? 29 Assim será o que entrar à mulher do seu próximo; não ficará inocente quem a tocar. 32 O que adultera com uma mulher é falto de entendimento; destrói-se a si mesmo, quem assim procede. 33 Receberá feridas e ignomínia, e o seu opróbrio nunca se apagará;

CARACTERÍSTICAS DA MULHER ADÚLTERA

A. ELA É MÁ : Pv 6:24 para te guardarem da mulher má.
Ela não se importa com voe ou com sua família. Ela “quer ser feliz”, mesmo que para isso tenha que destruir o seu lar. Ela vai lhe ligar no trabalho, passará trotes para sua esposa, lhe ameaçar ou o que for preciso para alcançar seu objetivo.

B. DESCARADA: 7: 13 Pegou dele, pois, e o beijou; e com semblante impudico lhe disse: 14 Sacrifícios pacíficos tenho comigo; hoje paguei os meus votos. 15 Por isso saí ao teu encontro a buscar-te diligentemente, e te achei. 16 Já cobri a minha cama de cobertas, de colchas de linho do Egito. 17 Já perfumei o meu leito com mirra, aloés e cinamomo. 18 Vem, saciemo-nos de amores até pela manhã; alegremo-nos com amores.

C. MUITAS VEZES É SEPARADA: Pv 2: 17 a qual abandona o companheiro da sua mocidade e se esquece do concerto do seu Deus;

D. VESTE-SE INDECENTEMENTE: 7: 10 e eis que uma mulher lhe saiu ao encontro, ornada à moda das prostitutas.

E. GOSTA DE CHAMAR A ATENÇÃO: 7: 11 Ela é turbulenta e obstinada (não desiste enquanto não alcança o objetivo)

F. ASTUTA: 10 e eis que uma mulher lhe saiu ao encontro, ornada à moda das prostitutas, e astuta de coração.

G. SE FAZ DE VÍTIMA: 30: 20 Tal é o caminho da mulher adúltera: ela come, e limpa a sua boca, e diz: não pratiquei iniqüidade.

MODUS OPERANDI DA MULHER ADÚLTERA

a. É SEDUTORA: 25: ... nem te deixes prender pelos seus olhares.

b. FALA SUAVEMENTE: a principal arma dela é a palavra.

Pv 5: 3 Porque os lábios da mulher licenciosa destilam mel, e a sua boca e mais macia do que o azeite; 4 mas o seu fim é amargoso como o absinto, agudo como a espada de dois gumes. Pv 6: 24 ...e das lisonjas da língua da adúltera Pv 2: 16 e para te livrar da mulher estranha, da estrangeira que lisonjeia com suas palavras; 7: 5 para te guardarem da mulher alheia, da adúltera, que lisonjeia com as suas palavras 21 Ela o faz ceder com a multidão das suas palavras sedutoras, com as lisonjas dos seus lábios o arrasta.

c. ESTÁ SEMPRE ATRÁS DE UMA POSSÍVEL VÍTIMA: 26 Porque o preço da prostituta é apenas um bocado de pão, mas a adúltera anda à caça da própria vida do homem. Não se contenta com um pouco de dinheiro, ela quer sempre mais.
7: 11 Ela é turbulenta e obstinada; não param em casa os seus pés; 12 ora está ela pelas ruas, ora pelas praças, espreitando por todos os cantos.
Num ambiente, ela está olhando à caça de uma possível presa.

d. CALCULA TODOS OS RISCOS:: 7: 19 Porque meu marido não está em casa; foi fazer uma jornada ao longe; 20 um saquitel de dinheiro levou na mão; só lá para o dia da lua cheia voltará para casa.

e. AGE NA SURDINA COMO LADRÃO: 23:27 Porque cova profunda é a prostituta; e poço estreito é a aventureira. 28 Também ela, como o salteador, se põe a espreitar; e multiplica entre os homens os prevaricadores.
Age como amiga da mulher casada e, por trás, seduz seu marido, furtivamente como um ladrão que age nas trevas.

f. NÃO MEDE CONSEQUÊNCIAS: Pv 5: 5 Os seus pés descem à morte; os seus passos seguem no caminho do Seol. 6 Ela não pondera a vereda da vida; incertos são os seus caminhos, e ela o ignora.
Cuidado, mulheres! Não queiram intimidade com ela, pois não pensará duas vezes antes de tentar seduzir seu marido.

Uma adolescente alegre e brincalhona não é uma adúltera, mas uma namoradeira é uma grande candidata a vir a ser. Uma mulher que casa virgem tem mais chance de vir a ser fiel ao marido do que uma que teve muitos amantes. Isso vale também para o homem. NÃO QUEIRAM SE CASAR COM PESSOAS ASSIM!

CONSELHO: Pv 5:. 15 Bebe a água da tua própria cisterna, e das correntes do teu poço. 16 Derramar-se-iam as tuas fontes para fora, e pelas ruas os ribeiros de águas? 17 Sejam para ti só, e não para os estranhos juntamente contigo. 18 Seja bendito o teu manancial; e regozija-te na mulher da tua mocidade. 19 Como corça amorosa, e graciosa cabra montesa saciem-te os seus seios em todo o tempo; e pelo seu amor sê encantado perpetuamente. 20 E por que, filho meu, andarias atraído pela mulher licenciosa, e abraçarias o seio da adúltera? 21 Porque os caminhos do homem estão diante dos olhos do Senhor, o qual observa todas as suas veredas.


2. NÃO SEJA FIADOR DE NINGUÉM Provérbios 6:1-5

22: 26 Não estejas entre os que se comprometem, que ficam por fiadores de dívidas. 27 Se não tens com que pagar, por que tirariam a tua cama de debaixo de ti? 17:18 O homem falto de entendimento compromete-se, tornando-se fiador na presença do seu vizinho. 20:16 Tira a roupa àquele que fica por fiador do estranho; e toma penhor daquele que se obriga por estrangeiros. 27: 13 Tira a roupa àquele que fica por fiador do estranho, e toma penhor daquele que se obriga por uma estrangeira.

JÁ SOU FIADOR, O QUE FAZER?

Pv 6: 1 Filho meu, se ficaste por fiador do teu próximo, se te empenhaste por um estranho, 2 estás enredado pelos teus lábios; estás preso pelas palavras da tua boca. 3 Faze pois isto agora, filho meu, e livra-te, pois já caíste nas mãos do teu próximo; vai, humilha-te, e importuna o teu próximo; 4 não dês sono aos teus olhos, nem adormecimento às tuas pálpebras; 5 livra-te como a gazela da mão do caçador, e como a ave da mão do passarinheiro.
publicado por institutogamaliel às 05:50


Todo mundo já ouviu um homem falando: “Essa é pra casar”, e muitas mulheres, depois de ouvirem isso, ficam se perguntando: “O que é uma mulher para casar?”.

A Bíblia fala muito em casamento, mas não em namoro. Ela diz: “Por isso deixará o homem pai e mãe, e unir-se-á a sua mulher; e serão os dois uma só carne” (Mt 19: 5). A seqüência é sair da casa dos pais, casar-se e, a seguir, consumar esta relação com o ato sexual (ser uma só carne). O “namoro” já era um compromisso de casamento.

Mas na nossa cultura não, o namoro é (era) um relacionamento estável que pode(ria) ou não ficar “sério” e resultar em casamento, com uma seqüência assim: namoro – noivado - casamento. Agora temos outras expressões: ficar, ficante, namorido, pegando, transando... e tem mulheres que são para ficar e mulheres que são para casar.

Entrevistados descreveram a futura esposa como "uma mulher que você possa levar para qualquer lugar e sentir orgulho" (Boncyboutique.com) .

De acordo com John Molloy, autor do livro "Why Men Marry Some Women And Not Others" ("Por que os homens se casam com certas mulheres e com outras não", em tradução livre), existem, sim, tipos de mulheres que os homens buscam para casar. Molloy entrevistou mais de 3.500 pessoas a fim de descobrir exatamente o que está por trás dessa escolha.

Apenas 20% dos homens disseram que uma mulher para casar deve ser "linda"
Quando pediu aos homens para descreverem as características da mulher ideal para casar, apenas 20% disseram "linda" ou "sensual". A maioria focou na personalidade. Muitos dos entrevistados descreveram a futura esposa como "uma mulher que você possa levar para qualquer lugar e sentir orgulho". Mais de 30% dos participantes que estavam prestes a casar afirmaram que a opinião positiva da família em relação à futura esposa foi decisiva para eles. Além disso, a maioria dos pais não busca mulheres exuberantes para seus filhos.

Existe uma outra razão para os homens preferirem mulheres menos atraentes para casar. "Homens não buscam mulheres muitos sensuais porque eles querem ter a certeza de que as crianças que vão criar serão realmente seus filhos", explica a psicóloga Jena McCartney ao jornal inglês Daily Mail. "Os homens são atraídos por qualidades como lealdade, discrição e bondade quando estão buscando uma mulher para casar.

Mulheres com cabelos e unhas bem tratados são valorizadas

Um exemplo de mulher bonita, sensual e extravagante é Cameron Diaz. Os homens caem de paixão por ela, mas seus relacionamentos nunca avançam, e ela sempre acaba sozinha. De acordo com a teoria de Molloy, Cameron é muito sexy e isso faz com que os homens não acreditem que ela será fiel.

Mas enquanto os homens, aparentemente, não querem mulheres muito atraentes, eles buscam aquelas que são vaidosas. As magras, bem arrumadas, com cabelos e unhas bem tratados são valorizadas, ao contrário daquelas que se vestem de forma vulgar.

EXPANDINDO OS CONCEITOS NUMA LINGUAGEM MAIS USUAL (OBS: extraídos da internet): OPINIÃO DE HOMEM:
MULHER PARA CASAR E MULHER PARA TRANSAR:
MULHERES PARA TRANSAR recebem essa classificação logo à primeira vista: abusam do decote unido com uma barriga à mostra e uma calça totalmente colada. Vestidos curtos e colantes também as caracterizam: a cada cinco passos têm que abaixá-los. A roupa é uma parte da mulher que passa muito sobre sua personalidade para os homens e, por isso, é um dos itens mais importantes na classificação da mesma. Elas geralmente são muito rodadas e já foram “pegas” por muitos de seus amigos. Quanto mais oferecida melhor.

Se não quer parecer uma mulher fácil, evite piercings muito longos, tipo pendurado no umbigo, evite calças tipo funkeira associada a decotes muito grandes. Caso não se importem de ser apenas “ficar”,podem abusar que com certeza farão o maior sucesso no universo masculino. Mulher que bebe demais também costuma ser mal vista, pois toda mulher bêbada fica vulgar.

MULHER PARA CASAR é aquela que passa confiança a ele. A maioria dos homens odeia se sentir ameaçado e que pensem que sua amada não passa de uma cachorra ou qualquer outro termo pejorativo. Assim como a mulher para transar, a mulher para casar tem um visual que a caracteriza: ela geralmente usa roupa que, ainda que valorize seu corpo, não é vulgar, não usam decotes gigantes e muito menos associado a calças coladas ao extremo.

Não é muito fácil de pegar, teve poucos namorados, de preferência virgem (essa estória de que virgindade não conta é papo furado: vai me dizer que não te dá grande satisfação saber que você foi o único amante de sua esposa? ). Existe maior prova de que a mulher é de confiança, que ela ter se preservado virgem para o casamento?

Não serei hipócrita, não gostaria de me casar com uma mulher que tivesse dormido com meus amigos e também não esperaria que uma mulher quisesse casar comigo depois que saí com suas amigas: tem que ser o menos rodada possível!!. Talvez você diga que sou careta, mas quando o negócio é casar todo homem é.

OPINIÃO DE MULHER
Oi amiga, na verdade são as mulheres quem permite o que elas serão na vida de um homem. Veja um exemplo. A dona de casa vai a feira ao ver uma fruta ela apalpa mas na hora de lavar ela leva a outra. Entendeu?

O homem faz a mesma coisa aquela que é palpável ele não leva. Minha resposta pode parecer machista e é; mas é a realidade dos homens.

Mulher para ficar: É aquela que não queremos compromisso e pode ser que ela também não queira, nos apalpamos e nos dispensamos.

Mulher para namorar é : Bem acho que = Mulher para casar: Quando o homem namora oficialmente já esta firmando um compromisso, ele esta sinalizando que ela tem atributos para ser sua futura esposa. Ele a assume perante seus amigos e no futuro com o desenrolar do namoro vem a juntos contrair o casamento.
Com tudo isso quero dizer que é vocês mulheres que escolhem a forma como querem serem vistas pelos homens.

publicado por institutogamaliel às 05:49

Terça-feira, 10 de Abril de 2012

A razão principal que levou a que virtualmente todas as civilizações desde o início da história do homem tenham reconhecido e promovido o casamento entre o homem e a mulher é por esta ser a única união natural capaz de produzir crianças. Sim, o casamento existe muito por causa da procriação e todas as civilizações precisam de produzir crianças para sobreviver.

Sem as crianças - que só podem ser geradas na união sexual entre um homem e uma mulher - todas as nações, estados ou civilizações morrem. É, portanto, muito importante proteger e promover a instituição do casamento.

Mas há mais razões. Em adição à procriação, o casamento entre o homem e a mulher é o melhor ambiente para educar crianças. Sempre foi e sempre dá-de ser. A Biologia não pode ser ignorada. As crianças tem que ser criadas e famílias com pai e mãe são o melhor meio através dos qual elas melhor podem ser educadas.

Portanto, é do interesse do estado promover o casamento como a melhor forma de se tomar conta das crianças e educá-las de modo a que se tornem membros produtivos da sociedade.

Acresce-se que o casamento civiliza o homem. Os homens casados são mais produtivos e melhor comportados. Os solteiros são mais problemáticos para a sociedade, e como tal, o casamento é uma excelente forma de se "domesticar" o homem.

Paralelamente, o casamento protege as mulheres. As mulheres que são casadas são menos susceptíveis de experimentar violência de qualquer tipo do que as solteiras. Elas estão também protegidas financeiramente se criam as crianças e deixam de lado a carreira profissional devido a presença dum marido responsável e providenciador.


É por estas razões que as sociedades humanas reconheceram o casamento como sendo a união entre um homem e uma mulher - e é por isso que celebraram esta instituição.

Estas razões não só têm o suporte da sabedoria popular e do senso comum, mas têm do seu lado as pesquisas empíricas.

Quer se goste ou não, os casamentos tradicionais são os alicerces de qualquer sociedade. Portanto é muito importante pensar-se seriamente antes de se redefinir o conceito de "casamento" como forma de satisfazer uma minoria ideologicamente motivada.

publicado por institutogamaliel às 05:07
tags:


mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Últ. comentários
No seu site, vc esta citando o nome de MEU PAI, se...
Como não consegui encontrar um "Fale Conosco" no S...
Graça me Paz em Cristo amado. Esse termo devorador...
Edenilson da Silva (http://facebook.com/profile.ph...
Fumar é pecado? http://t.co/H7TH4xGGZ1
10 maiores mitos sobre homossexualidade http://t.c...
Porque o espiritismo atrai tanto??? http://t.co/hY...
O anjo massagista http://t.co/tvszR2eFR9
Organização Angelical http://t.co/rPCf0e8EgY
Ministerio Reobote (http://facebook.com/profile.ph...
arquivos