Cursos de Teologia, Capelania, Psicanálise Clínica, Psicologia Pastoral, Formação Pastoral, Coordenação de encontro de casais, Básico em Teologia, Médio em Teologia, Bacharel em Teologia.
Quarta-feira, 04 de Abril de 2012


No início do mês publicamos aqui notícia do Mail Online dando conta de que o casal lésbico Pauline Moreno e Debra Lobel, da Califórnia EUA, estava patrocinado o tratamento de mudança de sexo em seu filho adotado de 8 anos.

Com direito a tratamento à base de hormônios, o menino Thomas Lobel estava mudando de sexo. Ele tem 11 anos e iniciou o processo aos 8 anos de idade quando deixou claro seu desejo de ser mulher, apresentando todos os sintomas de um caso clássico de transtorno de identidade.

Anteriormente as mães do menino, que agora se chama Tammy, defendiam a decisão do garoto, alegando que era melhor iniciar o processo de mudança de sexo já na infância, pois na puberdade tudo seria mais complicado e, nesse período, o número de suicidas com transtorno de identidade é muito maior. A notícia ganhou as manchetes de todo o mundo neste mês de outubro.

Leia a notícia completa com detalhes da infância de Tommy: Menino de oito anos adotado por lésbicas inicia tratamento de mudança de sexo

Esta semana foi divulgada a nova resolução das “mães” de Tommy de adiar o processo de mudança de sexo fazendo uso de uma metodologia provavelmente ainda mais traumática, segundo muitos especialistas. Iniciaram um tratamento com bloqueadores de hormônios para retardar a chegada da puberdade de Tommy.

A medida foi tomada para que o menino tenha mais tempo para decidir se realmente quer fazer a mudança de sexo. "Isso dá às crianças e às famílias a oportunidade de tomar a decisão certa", disse Joel Baum, diretor da ONG californiana Gender Spectrum.

Entretanto opositores da decisão de Pauline e Debra dizem que o retardamento da puberdade não fará Tommy ter discernimento suficiente para tomar a importante decisão sobre a alteração da sua sexualidade. "Isso é abuso infantil. É como fazer lipoescultura em uma criança com anorexia", disparou Paul McHugh, professor de psiquatria da renomada Johns Hopkins University.

De acordo com as mães, Tommy diz ser uma menina desde os 3 anos. Ele deverá continuar em tratamento até os 15 anos.


Com informações das agências.
Dica do @marcofeliciano
publicado por institutogamaliel às 09:53


mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

15
16
17
21

22
23
24
25
26
27
28

29


Últ. comentários
No seu site, vc esta citando o nome de MEU PAI, se...
Como não consegui encontrar um "Fale Conosco" no S...
Graça me Paz em Cristo amado. Esse termo devorador...
Edenilson da Silva (http://facebook.com/profile.ph...
Fumar é pecado? http://t.co/H7TH4xGGZ1
10 maiores mitos sobre homossexualidade http://t.c...
Porque o espiritismo atrai tanto??? http://t.co/hY...
O anjo massagista http://t.co/tvszR2eFR9
Organização Angelical http://t.co/rPCf0e8EgY
Ministerio Reobote (http://facebook.com/profile.ph...
arquivos